terça-feira, 2 de março de 2010

Dia Nacional do Turismo



Hoje é o Dia Nacional do Turismo. Seria um dia de comemorações se não tivéssemos que fazer muita reflexão sobre como a atividade é desenvolvida no país.

Uma reflexão consciente, não camuflar a realidade com índices econômicos, mas direcionar o olhar para qualidade de vida dos lugares, de forma totalitária e igualitária.

Feito isso, fica claro que é preciso pensar o turismo de uma forma mais justa e com uma perspectiva humanizadora.

Não quero esse turismo que está posto. Não quero o turismo dos aventureiros. Não quero o turismo que segrega. Não quero o turismo concentrador, elitista.

Quero um turismo que desarticule o modelo imposto pela “força da grana que ergue e destrói coisas belas”.

E parafraseando Cazuza, não quero um turismo que “vê a luz, mas não ilumina suas mini-certezas, que vive cotando dinheiro, e não muda quando é lua cheia”.

Quero turismo de certezas macros, includentes e integradoras. Quero o turismo que acolhe o turista e morador.

Quero o turismo que um dia todos possam cantar verdadeiramente que:

“moro num País Tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza

Mas que BELEZA”!

5 comentários:

Vicente disse...

Urgentemente um turismo melhor. gostei da simbologia do Pequeno Príncipe,ele que pensou num mundo sem fronteiras,sem divisão. Parabéns, é isso mesmo que o turismo precisa.

Chris disse...

Parabéns!! Que o Pequeno Príncipe inspire um turismo de celebração do nosso dom maior: a vida! Que haja encantamento, abundância e prosperidade por onde passe!
Um beijo ..

etrice disse...

Muito bom seu texto.É o que acontece por aí, lugares inventados para o turismo.

Jailson Ribeiro disse...

Parabéns!!!! Ao belíssimo texto, reflexões passadas para a vida no cotidiano a qual vivemos...e hoje sabemos que é um dia especial onde se comemora uma grande atividade geradora de inúmeros serviços. Bom saber que o Turismo sempre nos traz novas necessidades de planejamento e gestão,para o desenvolvimento turístico.

n.romulo disse...

Parabéns pelo texto!!!
Pois tudo está por fazer, se levarmos em conta os números do turismo brasileiro, não temos nem uma fatia do bolo, só migalhas...
Nossa variedade de belezas naturais e diversidade de raça e cultura do nosso povo nos dá a impressão que somos uma potência mundial nessa área. (Brasil menos de 1% do mercado mundial).

Rômulo Nunes