sexta-feira, 26 de junho de 2009

A Música e Ele: "always in my heart"



Ele viveu da música. Nada melhor do que a letra de "Music and Me", dele mesmo, para traduzí-lo:

MUSIC and ME (tradução)
Michael Jackson
Nós estamos juntos há um longo tempo já,
A música, a música e eu.
Não me importo se todas as nossas canções rimam,
Agora a música, a música e eu...
Eu sei, onde quer que eu vá.
Nós somos tão íntimos quanto dois amigos podem ser.
Têm havido outros,
Mas nunca (houve) 2 namorados
Como a música, a música e eu...
Pegue uma canção e venha junto,
Você pode cantar sua melodia.
Em sua mente, você descobrirá
Um mundo de doce harmonia....
Pássaros de uma (mesma) espécie
Voarão juntos.
Agora com a música, a música e eu... A música e eu...

Vale a pena ouvir:
Difícil escolher a melhor, para mim, a melodia mais bonita é:

You Are Not Alone
Michael Jackson
Another day has gone
I'm still all aloneHow could this be?
You're not here with me
You never said good-bye
Someone tell you, why?
Did you have to go?
And leave my world so cold?
Everyday
I sit and ask myself
How did love slip away?
Something whispers in my ear and says:
CHORUS:
"That you are not alone
I am here with you
Though you're far away
I am here to stay
You are not alone
I am here with you
Though we're far apart
You're always in my heart
You are not alone...
"Alone, alone.
why? Alone!
Just the other night
I thought
I heard you cry
Asking me to come
And hold you in my arms
I can hear your prayers
Your burdens
I will bearBut first
I need your hand
Then forever can begin
Everyday
I sit and ask mysel
How did love slip away?
"Michael Jackson foi o Anjo e Demônio da indústria cultural"
Caetano Veloso

5 comentários:

Rodrigo disse...

Ele é realmente imbatível e artisticamente imortal. Não sei e nem ninguém na Terra pode saber para onde foi Michael Jackson agora no "fim da sua peregrinação terrestre". Cabe ao Senhor Jesus Cristo, pela Sua Autoridade, julgar toda a conduta do Michael. Alguns arriscam que ele foi para o Céu. Não sei, mas desejaria que sim!
Rodrigo Arruda
No entanto, ele sempre será imbatível na música. Como diz o nome de um dos seus últimos álbuns (se não me engano o penúltimo), ele é de fato Invencível ("Invencible").
Porque ninguém poderá atualmente superá-lo em discos (álbuns) vendidos. E por que digo isto? Porque é fato real atualmente. Começo porque antigamente, principalmente na época do Thriller, só se vendia LPs e fitas K7. E antes quando um LP arranhava, as pessoas compravam outro e aumentava a venda de unidades (fato difícil de acontecer com o CD). Li numa reportagem em 93 que quando Thriller foi lançado, as pessoas corriam para as lojas e compravam de 3 ou 4 de uma vez só, pois se esgotaria logo.
Depois, quando saiu a versão em CD, a grande maioria que tinha comprado o disco comprou-o de novo então em CD.
E BAD, também dele, era (não sei hoje) o 2º disco mais vendido. Então para alguém chegar ao Thriller (no começo da década de 90 com 48 milhões vendida de cópias), terá que ultrapassar BAD. Ouvi numa reportagem ontem, não sei se é real, que Thriller tem 100 milhões de cópias venididas).
E é inegável um fato da atualidade, que está muito fácil um ouvinte adquirir um CD pela loja, tendo em vista o computador. Isto, de modo algum, significa que sou a favor da pirataria, contudo é inegável a facilidade de até mesmo baixar um disco pela internet.
Eu mesmo já comprei 3 Thillers na minha vida: ganhei 1 LP dos meus pais quando Thriller foi lançado. Eu era criança. Mudei de apartamento e perdi-o, comprei outro. E depois o comprei em CD. Isto sem citar um LP que ganhei num sorteio nacional da Rádio Cidade.
Por essas e outras Thriller será sempre imbatível e marcado com o álbum mais vendido de todos os tempos. O melhor na minha opinião é Dangerous (mais músicas e belas músicas também).
Gostaria de ter convivido naquela época do Thriller. Deveria ser bom ouvir e dançar nas danceterias da época músicas como Baby Be Mine, The Lady In My Life (não tocada nas rádios), além das conhecidas. Assim como muitos que não tiveram a oportunidade de conviver e já gostariam de ter dançado por aí as músicas dos Beatles, do Elvis Presley e do John Travolta.
Saudações.

Caminhos do Turismo pelo Turismólogo disse...

Comentário escrito com o coração por um fã incondicional de Michael Jakcson!
Obrigada,
Lica

Rodrigo disse...

Para mim as melhores músicas são: Man in the Mirror, Ben, You´ve Got a Friend (que ele cantou quando criança), My Girl (também cantado por ele quando criança), Cinderella Stay a While, Rock With You, Will You Be There?, Cry, Billie Jean e Keep The Faith. De outras também gosto.

Rodrigo disse...

Smooth Criminal, Black or White, Rock With You, Just Good Friends, The Way You Make Me Feel. Do Thriller: THriller, Beat It. The Lady In My Life, do Thriller é belíssima, mas não passada nas rádios.

Rodrigo disse...

Vontando-me ao da pessoa do Michael Jackson, se ele próprio transtornou sua vida, é porque cresceu assim.É fato notório para os olhos do mundo todo que o sucesso e a infatilidade subiram à cabeça do Michael Jackson. Contudo, isto é fruto das circunstâncias com as quais ele viveu.
Li um comentário em 1992 ou 93 que ele tinha dito (tempos antes) que não saberia o que seria da vida se não fosse cantor, pois na sua vida ele só fez cantar.
Começou muito jovem (criancinha), foi muito humilhado e menosprezado pelo próprio pai e seus irmãos.
Seu pai, talvez seu maior opressor, chamava-o de “Narigudo”, fato que levou Michael Jackson a ter trauma com seus nariz e aparência.
Por ser o mais novo, era sempre mal tratado e ridicularizado pelos irmãos.
Rodrigo Arruda