sábado, 17 de maio de 2008

Zélia Gattai

O abraço de nossa queridíssima Dadá, em Paloma Amado, filha de Zélia.
É o AMOR!!!

Aí meu Deus! Outra grande perda na Bahia: Zélia Gattai. O bairro do Rio Veremelho está de luto. Ontem a baiana de acarajé Dinha, hoje a Rua Alagoinhas nº 33, residência de Zélia e de Jorge Amado, endereço frequentado por artistas e intelectuais, no mesmo bairro, hoje já não abriga mais a sua moradora mais querida e amada por todos. Zélia e Jorge Amado concretizaram o encontro de alma gêmeas. Agora devem se encontrar em outro plano. Mas deixaram além de todas as publicações, a maior lição, a do amor!!!
Eliane

Sobre a morte de Zélia Gattai:

Os Amados se encontram no céu...
Vá em paz Zélia, seu Jorge lhe espera de braços abertos.
Duda Mendonça - Fonte:http://www.blogdoduda.com.br/

Ficamos amigas por causa de Jorge Amado. Ele tinha muita ligação com Zeca e achava Caetano extraordinário. Zélia era muito agradável e atenciosa. Era amiga mesmo, e quando me via fazia questão de ficar junto de mim. Considerava muito ela e os filhos. Mas ela descansou do sofrimento, que para mim é pior que a morte”.
Dona Canô Matriarca dos Velloso

Zélia Gattai foi uma escritora de grande sensibilidade. Uma pessoa por quem aprendi a ter todo o apreço, por seu amor por Jorge Amado e pela Bahia; pelo significado de seu trabalho para a mulher e para a literatura brasileira”.
Gilberto Gil, ministro da Cultura
Fonte: Correio da Bahia


Um comentário:

Alex disse...

Realmente a Sra. Zélia Gattai, vai deixar saudades. Li dois de seus livros mais famosos, Anarquistas Graças a Deus e A casa do Rio Vermelho, que me foram inesquecívei. Qualquer tempo desses vou lê-los novamente.

É bem verdade que os dois estão juntos lá em cima, mas gostaria de saber de você Eliane, conhecedora das coisas e notícias da Bahia, se eles (Jorge Amado e Zélia Gattai) deixaram algum filho ou parente com esse dom que Deus Lhes deu, o de escrever.

Abraços - Marcus Pires