quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Feliz 2011 e minha homenagem de 2010 é para Dilton!





Desejo a todos um 2011 cheio de paz! A paz em si traz tudo que precisamos para sermos felizes. Ninguém é feliz sem paz. A paz nos acolhe, aquece nossos corações.
Paz para todos!
Gostaria de finalizar esse ano homenageando o maior herói que conheci: Dilton. Nativo de uma ilha pertencente a Salvador - ilha de Paramana.
Dilton merece todo reconhecimento por ter defendido bravamente a ilha e conseguiu através do Ministério Público embargar uma obra.
Isso é respeito ao meio ambiente, cuidado com a população local, já que na maioria das vezes a especulação imobiliária acontece privilegiando poucos em detrimento aos direitos coletivos. Isso no turismo se traduz no uso indevido do meio ambiente e na exclusão dos atores locais no desenvolvimento da atividade turística.
Parabéns a Dilton e vida longa ao paraíso que é Paramana.

"A natureza pode suprir todas as necessidades do homem, menos a sua ganância" (Gandhi)
"...legal saber da luta dos povos do mar!! São guardiãs das paisagens e da vida!" [ @jeovahmeireles ]


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Festas

Que as festas de final ano sejam doces para todos que passaram, estão e passarão por aqui! Para cada um o sabor de morangos, cerejas e chocolates!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Coleção especialmente para o casamento Príncipe William de Gales e Catherine Middleton



Príncipe William de Gales, Catherine Middleton aprovaram a Coleção Real S Gama, a coleção de porcelana chinesa, que foi encomendada para comemorar seu casamento no próximo 29 de abril de 2011. As peças para o Casamento Real oficial inclui uma caneca (£ 35), placa de oito polegadas (£ 40) e caixa de comprimidos (£ 25) em porcelana de ossos finos Inglês, conforme o site: http://www.royalcollectionshop.co.uk/bOfficial-Royal-Wedding-Commemorative-China_b/products/33/
Cada peça tem as iniciais entrelaçadas do casal, em ouro e prata, com a coroa de príncipe William e a data do casamento. O intervalo é decorada com um padrão de pombas, fitas brancas e corações em ouro, prata e cinza, contra um fundo cinza claro listrada. Dentro da caneca são linhas de pequenos corações e duas de prata pombas segurando uma aliança de ouro.

A porcelana Royal Wedding é feito à mão exclusivamente para a Coleção Real em Stoke-on-Trent usando métodos que têm permanecido inalterados durante 250 anos. Cada item está decorado individualmente e, em seguida, decorado com várias camadas de ouro polido e de platina antes de uma camada final de douramento com ouro 22 quilates é aplicada à mão.

Todas as peças vêm em uma caixa de apresentação e são envoltos em tecido branco de papel impresso com desenhos inspirados pelas tapeçarias de parede em Clarence House. O Royal faixa comemorativa do casamento pode ser comprado online. Ele também está disponível nas lojas Royal Collection no Palácio de Buckingham, o Castelo de Windsor eo Palácio de Holyrood, e será vendido em Balmoral, Highgrove e Sandringham.

Todos os lucros da venda da faixa de casamento real são dedicados ao Royal Collection Trust, uma instituição de caridade.Os objectivos do Confiança são os cuidados e conservação da Coleção Real e da promoção do acesso público e prazer através de exposições, publicações, empréstimos e atividades educativas.

Prédio adjacente ao Palácio de Versalhes será um Hotel


Os administradores do Palácio de Versalhes, França, concordaram em alugar um prédio adjacente ao do século 17 palácio de Luís XIV, o Rei, para uso como um hotel.

O Hotel du Grand Controle, que foi a casa de consultores financeiros para os reis franceses durante décadas, estará recebendo a € 5,5 milhões (US $ 7,3 milhões), o lifting de um ano pela empresa belga Ivy International como parte de um acordo concluído nas últimas semanas.

O hotel de 23 quartos, com vista para o jardim do palácio de Inverno, vai abrir no final de 2011. O prédio já pertenceu ao Ministério da Defesa - que a usou como uma sala de oficiais bagunça - e depois caiu em desuso.

Os gestores de Versailles está concedendo uma locação operacional de 30 anos para Ivy.

O governo cronicamente deficitário francês tem vindo a procurar maneiras de ganhar dinheiro fora dos edifícios estatais.funcionários do palácio de Versalhes, disse não ter dinheiro suficiente para pagar para reformar a própria dependência.
"Nós escolhemos um parceiro, fora privada que está fazendo isso por nós", disse Mikael Hautchamp, assistente de direção do palácio que recebe milhares de visitantes em suas terras exuberantes e salas ornamentadas cada dia. "Este negócio está salvando um edifício."

Em outubro, um relatório encomendado pelo presidente Nicolas Sarkozy recomenda idéias de levantamento de fundos, incluindo abertura de hotéis de luxo em palácios reais da carteira do Estado e de vasta propriedade real - a maior parte não utilizados. E em junho, o governo começou uma grande venda de 1.700 imóveis do Estado.

O Hotel du Grande Controle, que foi construído na década de 1680, não é em razão real do palácio, um Património Mundial da UNESCO considerada uma das grandes realizações da arte do século 17 francês.

É tão perto como qualquer patrono do hotel pode chegar a ficar no palácio.

"O visitante terá a impressão de estar no domínio de Versailles, e não o próprio palácio," Hautchamp disse, acrescentando que nenhum outro hotel tem uma vista semelhante. "É cerca de 100 metros (metros) a partir do coração do palácio."

Preço do apartamentos possam atender nobreza: um porta-voz disse que Versailles é esperado para executar 500 € - 600 € noite ($ 650-780)

sábado, 18 de dezembro de 2010

Com elas aprendi





Com elas, minhas tias e minha irmã, aprendi todos os sabores da vida e da boa mesa. Com elas os sons ganharam uma sonoridade de poesia. Poesia que chegou em minha vida através de Bethânia, de Caetano, do piano da casa de minha vó, dos almoços e jantares, da importância da comunhão na mesa. Com elas aprendi a caminhar com poesia todos os dias. Elas são assim construtoras de vidas. Iluminam. Trazem a luz do sol.
Com elas a felicidade acontece, é real!

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Minha cidade é linda demais!




"Minha cidade é linda de ver
Seja bem-vindo ao nosso og
São Salvador nasceu pra você" [Carlinhos Brown]

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Vou pra Bahia e ponto.

Chegou o dia e eu vou pra Salvador. Vou pra Bahia, como se fala aqui no Ceará. Pra Salvador ou pra Bahia, eu vou. A partir de amanhã estarei em tantos lugares. Ladeiras, sons, tabuleiros, mares, igrejas, estarei em cada um desses lugares. A Bahia é assim a gente é tomada por esse sentimento grande. Esse sentimento que se amplia por todos os lugares. Não importa se estarei na sala da casa da minha vó. Em qualquer lugar estarei com o som, a cor, o sabor e o cheiro da Bahia.
Vou pra Bahia, vou encontrar pessoas de sorrisos e abraços largos.
Não vou precisar ouvir "Tarde em Itapoã" vou passar uma tarde, um dia, em Itapoã, na Barra, em Itaparica, no Campo Grande, na Pituba... em qualquer lugar encontro a Bahia.
Vou pra Bahia e ponto.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

A turma do "VIII período"



Existem várias turmas do VIII período. Mas, a "turma do VIII período de turismo" do ano de 2010 da Faculdade Vale do Jaguaribe - FVJ foi e é especial. Pelas pessoas, pela garra e acima de tudo pela união!
Seis alunos que valem por mil!
Seis alunos que concluíram o curso de Turismo na Faculdade Vale do Jaguaribe - FVJ. São eles: Dayane, Jailson, Sandra, Zenilda, Célia e Dodó. Seis pessoas que deixam ensinamentos e saudade.
Seis jovens que seguem com uma bagagem cheia de sonhos para realizar.
Pra vocês queridos:
"tem os que passam
e tudo se passa
com passos já passados
tem os que partem
da pedra ao vidro
deixam tudo partido
e tem, ainda bem,
os que deixam
a vaga impressão
de ter ficado"
[Alice Ruiz]
Digo: Vocês ficaram pra sempre em nossos corações!

Aeromoças mexicanas estampam calendário sexy

As aeromoças da companhia aérea "Mexicana de Aviación" saíram um pouco do ar sóbrio e solícito para as fotografias de um calendário especial.
De biquíni, blazer e pernas de fora, boné e salto alto, dez funcionárias da empresa capricharam no “ar sexy” e estamparam as páginas do calendário "Aeromoças mexicanas, levantando voo". O trabalho tem o objetivo de arrecadar dinheiro para a companhia mexicana que está enfrentando uma crise no mercado aéreo.
A primeira tiragem dos calendários é de 1.000 exemplares, contudo, se a procura for próspera, as fotografias sensuais das aeromoças irão para mais 3.000 cópias.

“A arte de viajar" - Orient-Express e a National Gallery

Em abril de 2011 entrará em vigor o programa “a arte de viajar”, uma parceria entre a Orient-Express e a National Gallery.
O objetivo do projeto é o de concretizar uma rota que perpasse nos caminhos artísticos de três localidades específicas, cheias de encanto e história.

A viagem começa em Londres com um passeio na na National Gallery, passando por um jantar privado na Sala de Trafalgar, antes de pernoitar numa suíte do The Goring. Depois disso, o destino é seguir pelos itinerários da arte italiana a bordo do trem British Pullman. A parte “Impressões de Paris” fica para o final, em uma excursão de cinco dias a descobrir a capital francesa e seus arredores, seguindo os passos de Monet com oum guia especialista sobre o impressionismo francês.

Saiba todas as informações sobre “A arte de viajar” no site da Orient Express

Rio sedia 1º Encontro de Museus

Rio de Janeiro vai sediar esta semana o 1º Encontro de Museus do estado. A partir de amanhã (14), representantes de aproximadamente 300 museus vão se reunir por três dias na capital fluminense para participar do evento, que terá exibição de filmes, debates e mesas-redondas, entre outras atividades. Toda a programação será aberta ao público gratuitamente. Durante o encontro também será lançado o portal Museus do Rio (www.museusdorio.com.br).

De acordo com a antropóloga Regina Abreu, coordenadora do projeto, o portal vai trazer informações sobre os estabelecimentos em diversos pontos do estado, como o perfil de cada um deles, acervo disponível, mapa de acesso e dados sobre a região em que se localizam. O lançamento da ferramenta virtual é uma iniciativa da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj).

“Muitos turistas chegam ao Rio e não têm ideia de que diversas cidades do interior do estado oferecem preciosidades históricas guardadas em museus. É a história do Brasil contada por essas memórias, afinal o Rio sediou inúmeros importantes processos dessa história, da época da colônia à república”, afirmou.

Segundo a antropóloga, na fase inicial, o portal dará prioridade a informações de museus de municípios do interior, como o museu Solar do Colégio em Campos dos Goytacazes, no norte do estado. No local, funcionava uma casa dos padres jesuítas, quando fizeram o aldeamento dos índios goytacazes, em início de ocupação da região. Outros exemplos de museus que terão informações disponibilizadas no portal são a Casa da Hera, em Vassouras, região do Vale do Paraíba do Sul, que reproduz a época do ciclo do café, e o museu da Seresta, em Conservatória, região do Médio Paraíba.

Na segunda etapa, com lançamento previsto para o fim do ano que vem, serão disponibilizadas as informações dos museus da capital.

A coordenadora do projeto destaca que além do importante papel de promover memórias coletivas, os museus são capazes de irradiar e potencializar processos de transformação social e desenvolvimento sustentável em diversas regiões, principalmente por meio do turismo.

“O objetivo do projeto é também incentivar a sustentabilidade em várias cidades. Não estamos falando apenas de uma memória nostálgica, mas também do presente, de instituições vivas e atuantes, que fomentam o desenvolvimento regional”, acrescentou.

Regina Abreu ressaltou ainda a importância da iniciativa, que divulga parte do circuito cultural do estado numa época em que o Rio deJaneiro se prepara para receber inúmeros turistas com a realização da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016.
Edição: Graça Adjuto

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Viajar é...

"Viajar é descobrir o mundo que não temos."

[Padre Fábio de Melo]

Viajar é...


''Viajar é mudar o cenário da solidão.''
[Mario Quintana]

Unesco classifica gastronomia francesa como patrimônio da humanidade

Foto: Louvre: ala dos aposentos de Napoleão e de toda a corte francesa. Fonte: http://eduluz.wordpress.com

A "comida gastronômica francesa" foi incluída na lista de patrimônio imaterial da humanidade por um comitê da Unesco, reunido em Nairóbi (Quênia).

É a primeira vez que uma gastronomia --que abrange, além da culinária e bebidas, também materiais usados e outros aspectos culturais relacionados--, é mencionada no patrimônio da humanidade.

Os especialistas consideram que a gastronomia francesa, com seus rituais e sua apresentação para se preparar a comida, reúne as condições necessárias para fazer parte da lista do patrimônio imaterial da humanidade.

A gastronomia francesa está diretamente ligada a uma "prática social destinada a celebrar os momentos mais importantes da vida dos indivíduos e dos grupos", afirmam.

A lista do patrimônio cultural imaterial da humanidade foi criada por uma Convenção, assinada em 2003 e ratificada por 132 países. Seu objetivo é proteger culturas e tradições populares, da mesma maneira que lugares e monumentos.

Ao todo, 178 práticas culturais ou tradicionais já foram inscritas como patrimônio imaterial da humanidade.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br

França primeiro destino turístico do mundo



França vai manter neste ano o título de primeiro destino turístico do mundo, um lugar que vai ser arrebatado pela China em 2020. Segundo disse nesta última quinta-feira, dia 9, à agência France Presse, o secretário geral da OMT (Organização Mundial do Turismo), Taleb Rifai, os Estados Unidos serão neste ano o segundo destino, seguidos de Espanha e China.

De acordo com o responsável, a Espanha, que em 2008 perdeu o segundo lugar do pódio, pode vir a ser destronada da terceira posição ainda este ano pela China, um país que há dois anos atrás não recebia mais do que 8 milhões de turistas internacionais. No ano passado, recebeu mais de 50 milhões.

“Até 2020, a China será o destino número um”, previu o secretário geral da OMT, que assinalou que “o centro de gravidade do turismo mundial está se deslocando para esse destino e para a Ásia em geral”.

Fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br Foto: http://dalmablogviagens.blogspot.com/

Publituris

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Mágico de OZ


Tem dias assim que precisamos da magia do "Mágico de OZ" ...

Em algum lugar sobre o arco-íris
lá no alto.
E os sonhos com os que você sonhou
uma vez em uma canção

Em algum lugar sobre o arco-íris
pássaros azuis voam
e os sonhos com os que sonharam...
sonhos realmente podem se tornar realidade

Algum dia eu desejarei a uma estrela...
Acordar onde as nuvens estarão distantes, atrás de mim
Onde a dificuldade derrete como balas de limão
Alto sobre o topo da chaminé que é onde
você me achará

Em algum lugar sobre o arco-irís
pássaros azuis voam
e os sonhos para que você deseja, oh porque, oh porque eu não posso?

Algum dia eu desejarei a uma estrela...
Acordar onde as nuvens estarão distantes, atrás de mim
Onde a dificuldade derrete como balas de limão
Alto sobre o topo da chaminé que é onde
você me achará

Oh, em algum lugar sobre o arco-íris
passaros azuis voam
e os sonhos com os que sonharam... sonhos realmente podem se tornar realidade.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Manuscrito de Leonardo da Vinci é descoberto

Uma obra nunca divulgado de Leonardo da Vinci foi identificado pelo jornal francês "Presse Ocean" na biblioteca de Nantes e confirmada nesta terça-feira por um especialista no gênio italiano. De acordo com a reportagem, a obra é um manuscrito sobre o voo dos pássaros.

O estudioso Carlo Pedretti explicou ao jornal que "se tratam de notas sobre o ar e o vento, relacionadas ao estudo sobre o voo dos pássaros" e que foi escrito em torno de 1504, mesma época em que da Vinci começou a pintar a Monalisa.

O texto faz parte do acervo da biblioteca Demy de Nantes desde o final do século XIX, mas só na semana passada a obra foi vinculada a um dos artistas mais importantes de todos os tempos.

A descoberta ocorreu graças à pista fornecida por um jornalista do "Presse Ocean" que acabava de fazer uma viagem a Milão e leu uma biografia do artista do Renascimento.

A diretora da biblioteca, Agnès Marcetteau, que trabalhava no local há mais de 20 anos, declarou que até então nenhum estudioso tinha perguntado sobre o documento.

O manuscrito foi descoberto dentro da coleção Labouchère, composta por pelo menos 3 mil peças.

fonte e foto:

http://www.tribunadosol.com.br/

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Triste imagem de Veneza


Homem navega pela Praça São Marcos inundada nesta sexta-feira (3). A maré alta fez a água subir 1,36 metro sobre o nível do mar, alagando mais de metade da parte histórica de Veneza. Foi a maior subida do ano, segundo as autoridades. (Foto: AP)As chuvas fortes que atingem a Itália nos últimos dias provocaram danos e são culpadas pelos recentesdesmoronamentos de construções antigas em Pompeia. (Foto: AP)Fonte: http://g1.globo.com/mundo/

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

As mais clássicas trilhas do mundo

8 - Routeburn Track, na Nova Zelândia - Veja a paisagem deslumbrante subalpine do sul da Nova Zelândia. Em três dias e meio de caminhada e 32km percorridos. A trilha passa por dois parques nacionais: Fiordland e Mt Aspirantes. Entre os destaques estão os pontos de vista de Harris Sela e no topo do monte cónico - de onde você pode ver as ondas quebrando na praia distante. O principal desafio é conseguir uma vaga, pois há limite de permissões por temporada. FOTO: Kiwinz

7 - Trilha Inca / Peru - Esta trilha de 33 km que foi criada pelos Incas é percorrida por milhares de pessoas todos os anos. A trilha vai do Vale Sagrado a Machu Picchu o seu caminho é sinuoso para cima e para baixo e ao redor das montanhas, tendo três passagens de alta rota. Tem lindas vistas de picos nevados, florestas e montanhas encobertas de neblina, e finalizando na beleza de Machu Picchu. É a trilha mais famosa da América do Sul. FOTO: Elias Luiz

6 -Torres del Paine, no Chile - Através do circuito "W" você conhecerá profundamente as maravilhas desse parque, entre elas os vales Las Torres, Francês e Glaciar Grey, além de lagos e glaciares encantadores e os famosos bosques patagônicos. É um circuito imperdível para os amantes de trekking e de atividades ao ar livre. Para os mais experientes há a opção do Circuito O, que dá a volta toda no parque. FOTO: Elias Luiz
5 -Overland Track, na Austrália - Na Tasmânia este é o deserto mais acessível, com 80km a ser percorrido entre 5 ou 6 dias. Serpenteando o seu caminho entre Cradle Mountain e Lake St Clair (lago natural de água doce mais profunda da Austrália), o caminho passa montanhas escarpadas, belos lagos, extensas florestas e pântanos. Quem quiser mais há várias caminhadas levando a cachoeiras, vales e cumes nevados, incluindo o Monte Ossa (1.614 m). FOTO: Brewbooks


4 -The Narrows, nos EUA - Uma trilha de 26 km através cânions esculpidos ao longo de séculos pelo rio Virgin, o Narrows, em Zion National Park. O percurso é feito pelo rio, com mais da metade da caminhada em parte rasa e, por vezes, nadando. A caminhada pode ser percorrida em um dia, embora algumas pessoas escolham fazer em um ritmo mais tranquilo para ver os jardins suspensos e fontes naturais e assim passam uma noite no camping. FOTO: Adam Belles
3 - Baltoro Glacier e K2, no Paquistão - Este corredor de gelo leva ao K2, segundo pico mais alto do mundo. Esta jornada incomparável percorre algumas das paisagens mais lindas do planeta. Começa seguindo rios de gelo, depois por glaciares até chegar às montanhas de granito piramidal incluindo Paiju (6.610 m, 21.686 m), Biaho Uli (6.417 m, 21.053 m), Great Trango Tower (6.286 m, 20.623 m) e, finalmente, o K2. São 15 dias de trekking. FOTO: Maria

2- GR20 / França - São 15 dias e 168km de uma exigente trilha através da Córsega. Atravessa uma grande diversidade de paisagens, há florestas, paisagens lunares de granito, crateras, lagos glaciais, torrents, turfeiras, maquis, picos nevados, planícies e Neves (trechos de gelo formado a partir de neve). Mas isso não vem fácil: o caminho é pedregoso e, às vezes íngreme, e inclui pontes frágeis e pedras escorregadias. FOTO: Jean-Baptiste Bellet
1 - ºTrekking ao Acampamento Base do Everest, no Nepal - São 180km de trilhas, atingindo uma altitude máxima de 5.545m no Kala Pattar. A caminhada passa por cenários espetaculares como vales, montanhas, glaciares e tendo a companhia por vários dias do Ama Dablam (na foto). Uma das maiores dificuldades além do trekking é a aclimatação. Para os mais experientes vale a pena a volta pelo Chola Pass. FOTO: Elias Luiz.

Memorial Minas Gerais


Inaugurado em Belo Horizonte o Memorial Minas Gerais. Um museu que usa tecnologia para contar a história de Minas Gerais, com acervo assinado pelo designer Gringo Cardia e colaboradores. São 31 salas no prédio tombado da antiga Secretaria de Estado da Fazenda, na Praça da Liberdade, na região centro-sul da capital. O espaço foi aberto para visitação na terça-feira 30/11/2010.

"Eu só sou um tradutor de histórias que já existem. Meu papel aqui é só mostrar essas histórias de uma maneira interessante”, disse Cardia, justificando o objetivo do memorial em retratar a história e os costumes mineiros, do século XVIII até os dias atuais. Personagens ilustres, vilas barrocas, grandes autores, cidadãos comuns, moda, comida típica e futebol são temáticas contempladas.

A identidade do povo mineiro trouxe memórias da infância para outra visitante. “Minas está muito identificada aqui. As rendas, o congado, a religiosidade, o mobiliário das fazendas”, enumerou a empreendedora pública Reciane Mont’Alverne. As duas percorreram salas do memorial, dentre elas a de nome “Modernismo”.

O Memorial Minas Gerais é parte integrante do Circuito Cultural Praça da Liberdade, complexo de centros culturais que vão funcionar em edifícios públicos no entorno da Praça da Liberdade. Para inauguração, estiveram presentes o presidente da Vale, Roger Agnelli, o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, o senador eleito Aécio Neves, o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda.

O prédio que hoje abriga o acervo foi inaugurado em 12 de dezembro de 1897, com a fundação de Belo Horizonte. Implantado numa parceria do governo de Minas com a mineradora Vale, o memorial recebeu R$ 27 milhões em investimentos. O espaço conta com uma cafeteria e auditório para 100 pessoas, midiateca e espaços para projetos educativos.

"Ficou lindo por mostrarmos um pouco da história de Minas, da civilização. A história do Brasil passa por Minas e a Vale está feliz por viabilizar esse projeto. A gente fica imaginando as crianças visitando cada uma dessas salas e ter um pouco de tecnologia, bem avançada. As crianças vão ficar encantadas de ver tudo e manter uma interação muito grande", disse o presidente da Vale

.O acervo já está aberto ao público, mas, inicialmente, é preciso agendar as visitas pelo telefone (31)3343-7317.