sábado, 18 de dezembro de 2010

Com elas aprendi





Com elas, minhas tias e minha irmã, aprendi todos os sabores da vida e da boa mesa. Com elas os sons ganharam uma sonoridade de poesia. Poesia que chegou em minha vida através de Bethânia, de Caetano, do piano da casa de minha vó, dos almoços e jantares, da importância da comunhão na mesa. Com elas aprendi a caminhar com poesia todos os dias. Elas são assim construtoras de vidas. Iluminam. Trazem a luz do sol.
Com elas a felicidade acontece, é real!

Um comentário:

Sandro Guimarães disse...

Está explicado o porque de tanta sabedoria, simpatia, amor pela natureza, pelos passeios... Linda familia.

Sandro Guimarães
do Ceará para a Bahia