sábado, 7 de fevereiro de 2009

"Turma do Dendê no Sangue"

Segue Roteiro:
"A primeira coisa que um (a) “Dendê no Sangue” faz quando chega a Salvador é aproximar-se de uma mãe-de-santo famosa, ir a um terreiro de candomblé, e mostrar-se simpático (a) a esse culto, embora, pouco distinga o que seja um orixá ou um santo católico. Isso é o de menos, pois, se a baianada entende que Senhor do Bonfim é Oxalá e vice-versa, um (a) “dendê”, de imediato, versa sobre a matéria com desenvoltura. O segundo passo é usar a fitinha do Senhor do Bonfim nos pulsos, frequentar o Soho e os rega-bofes das promotoras de eventos, tirar fotos para Caras e Contigo, badalar o quanto for possível, obviamente, sempre destacando o amor pela cidade, “essa terra maravilhosa”, “terra encantadora”,”terra da diversidade cultural”, e por aí seguem dizendo, inclusive, que vão morar na Bahia, isso e aquilo, fazer investimentos, comprar solares e assim por diante. A propósito, quem estiver mesmo a fim de comprar um belo solar (Santo Antonio), no corredor do Carmo, o artista plástico e produtor cultural Dimitri Ganzelevitch está vendendo o seu por um preço justo. Então, quem sabe, pode ser que um “Dendê” se interesse por ele. O terceiro momento do (a) “Dendê” é conhecer a Timbalada de Carlinhos Brown, agora no Museu du Ritmo, mostrar intimidade com os tambores, sacolejar as cadeiras, pintar o rosto e os braços à moda timbaleiro (seios não, porque pra ver os seios de uma “Dendê” tem que falar com seu produtor e isso envolve grana) e dar entrevistas na TV, sair fotos nas colunas sociais, pedir a Mônica Bérgamo da Folha de São Paulo pelo amor de Deus para destacar sua foto e assim por diante. Finalmente, o orgasmo final é durante o Carnaval. Mas, nada no chão desfilando nos blocos ou acompanhando um afro na madrugada. A turma “Dendê no Sangue” frequenta camarotes, de preferência no momento em que a TV estiver levando ao ar matérias nacionais, se transporta de helicóptero, se hospeda em hotel chic, e só está na folia naqueles momentos estratégicos. Passar na saída do Ilê Aiyê só se for pra ficar no balcão da casa da Mãe Hilda, no máximo. Subir a ladeira do Curuzu acompanhando a bateria com aqueles “negões” tocando tambor nem pensar. Um (a) “Dendê” é chic e chic morrerá. Pés no asfalto só na Marquês de Sapucaí. E veja lá. Melhor lugar mesmo é no Camarote da Brahma. Na Marquês de Leão atrás da Banda do Habeas Copus só a turma da baianada do dendê original. Agora, no Camarote da Daniela Mercury vai sim porque é vip, é sensacional, é Mastercard, só tem gente bonita, tem a Band, a Record, a Globo. Opa! Sair uma pontinha na Globo nacional é a glória. Daniela inclusive é o máximo porque ela é vip e povão ao mesmo tempo. Este ano, inclusive promete um candomblé eletrônico na avenida. Deve ser para acordar Olodumaré e deixar filhas-de-santo surdas. Na Província ou terra de cego quem tem olho é rei. E a “Turma do Dendê” adora essas invencionices, essa “criatividade” baiana, Zombali-no, Dalila carregada por negões, e viva a Bahia e até o Carnaval de 2010. Procure um (a) “Dendê” na missa. Quem achar leva um prêmio."Tasso Franco - Tribuna da Bahia

Nosso Comentário

A energia da Bahia está em tudo que Tasso se referiu brilhantemente, nas fitinhas do Senhor do Bonfim, nos atabaques, nos tererês, nas igrejas e ladeiras. Não tem quem vá a Terra de Todos os Santos e não se deixe contagiar pelo Dendê, ele entra no sangue e no coração!
É bom que se deixe claro que existem 2 Turmas do Dendê no sangue: aquela da baianada, verdadeira, original e a turma daqueles que querem ser mas apenas conseguem copiar superficialmente, que é esse modelo que o Jornalista faz uma maior referência. Porém, a força do Dendê e da baianidade é o que contagia mesmo distante e fora do foco.
Eliane

FOTOS:Alex Curvello: Dendê correndo da veia;Family ACM maior representação da "Baianada Verdadeira - ACM, ACM Junior e ACM Neto;Turma do mais puro Dendê: Dorival Cayme, Caetano Veloso, Lázaro Ramos, André Curvello, Fátima Curvello, Duda Ribeiro (do elenco da peça D. Flor e seus 2 maridos).. e mais, Tereza Coelho que respira e transpira Dendê no sangue!!Picoleishon e Daniela Mercury: Turma do Dendê Verdadeiro do povão;Lilica Curvello é Dendê no Sangue Original com Cristiane Torlone, Bruno de Luca e Suzana Vieira, a verdadeira mistura.....Dendês no Sangue: Débora e Marcos na Igreja do Bonfim, Alex e Turma, Lilica, Duda Ribeiro, Carol Castro, Eliane e Cyntia,Wendel, todos: Dendê no Sangue Puríssimo hahahahahahahahah e aja Dendê !!!!!!Wendel, Analú, Luan e Cyntia Suedde, desembarcando em Salvador - na Revista da Gol - e Rodrigo, Luciano, Alex e Juliana hahahahahahahahahahahahaha e vamos seguir o Roteiro Dendê no Sangue!!!! É Maraaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!! hahahahahahahaha








































































































































































6 comentários:

Anônimo disse...

Quem nunca foi precisa ser pelo menos um dia Dendê no Sangue é maraaaaaaaaaaaa, maraaaaaaaaaaaaaa, maraaaaaaaaaaaaaaa, só a Bahia oferece essas DELÍCIAS!!!
Lena

Caminhos do Turismo pelo Turismólogo disse...

Eu tenho Dendê no Sangue ORIGINAL!!!E amoooooooo!!!
Eliane

Anônimo disse...

rééé mô véi, esse roteiro ai é pra quem quer ser baiano e ter dendê no sangue! Já nasci com esse privilégio! Apesar de eu preferir o pé no asfalto e acompanhar os blocos no chão, vale a pena conferir esse roteiro também!!

Alex Lopes

Otávio disse...

Sou com muito prazer da nata da baianada com muito Dendê e axé no sangue. Quem vem p/ Bahia se deixa levar pelo Dendê e pela bainidade, não tem jeito.
Otávio

Anônimo disse...

Imagina só que loucura essa fissura
Alegria é o Estado que chamamos Bahia
De todos os Samyos encantos e Axés
Sagrado e Profano o baiano é Carnaval
Então chame, chame, chame, chame gente.....
Vivian

Anônimo disse...

Eu sou da TURMA DO DENDÊ NO SANGUE VERDADEIRO!!!AQUELE QUE COME SARAPATEL NO BECO DE TIA CELIA E SOBE A LADEIRA DO CURUZÚ.
Alex