quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Mensagem do Dia

"Há ocasiões que é mil vezes preferível fazer de menos que fazer de mais, entrega-se o assuntto ao governamento da sensibilidade, ela, melhor que a inteligência racional, saberá proceder segundo o que mais convenha à perfeição dos instantes seguintes." [José Saramago]


segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Dia Mundial do Turismo e Dia do Turismólogo


Infelizmente mais um ano com muito pouco para se comemorar. Acordemos!
"Entre as sombras, entre as sobras da nossa escassez" fazemos de conta que a atividade turística vai acontecendo normal, ou pior, como salvadora da pátria. Mas, ela vai caminhando a passos largos e passando por cima de lugares e pessoas, e assim... entre "os muros e as grades nos protegem de nosso próprio mal" ...vamos vivendo. E nos acostumamos a viver entre grades e muros! Mas, acredito que um dia ainda escrevo sobre um turismo sadio. Aquele integrador. Aquele que não divide as cidades. Aquele que une e que verdadeiramente represente a ponte para o desenvolvimento humano. É uma luta contínua e diária!
Para acordar e para nos inspirar: "Muros e grades" Engenheiros do Hawaii:

Nas grandes cidades, no pequeno dia-a-dia

O medo nos leva tudo, sobretudo a fantasia

Então erguemos muros que nos dão a garantia
De que morreremos cheios de uma vida tão vazia

Nas grandes cidades de um país tão violento
Os muros e as grades nos protegem de quase tudo
Mas o quase tudo quase sempre é quase nada
E nada nos protege de uma vida sem sentido

Um dia super, uma noite super, uma vida superficial
Entre as sombras, entre as sobras da nossa escassez
Um dia super, uma noite super, uma vida superficial
Entre cobras, entre escombros da nossa solidez

Nas grandes cidades de um país tão irreal
Os muros e as grades nos protegem de nosso próprio mal
Levamos uma vida que não nos leva a nada
Levamos muito tempo pra descobrir
Que não é por aí... não é por nada não
Não, não pode ser... é claro que não é, será?

Meninos de rua, delírios de ruínas
Violência nua e crua, verdade clandestina
Delírios de ruína, delitos e delícias
A violência travestida faz seu trottoir
Em armas de brinquedo, medo de brincar
Em anúncios luminosos, lâminas de barbear

(solidez)

Viver assim é um absurdo como outro qualquer
Como tentar o suicídio ou amar uma mulher
Viver assim é um absurdo como outro qualquer
Como lutar pelo poder
Lutar como puder

domingo, 26 de setembro de 2010

Música do Dia

Rosa e Azul - As Meninas de Renoir

"Renoir, pintando Rosa e Azul, mostra na vibração da superfície e das cores vivas que compõem os vestidos das meninas toda a vivacidade e a graça instintivamente feminina que se esconde atrás da convenção da pose, todo o frescor e a candura da infância. As meninas quase se materializam diante de observador, a de azul com o seu ar vaidoso e a de rosa com um certo enfado, quase beirando as lágrimas." (Texto junto ao quadro - MASP)

A impressão que temos é que as meninas são reais!Pra mim um dos mais belos do MASP.

Imagem de milhares de arraias vence prêmio de fotografia ambiental

Uma impressionante foto de um conglomerado sem precedentes de arraias no litoral do México deu ao fotógrafo alemão Florian Schulz o título de fotógrafo ambiental do ano concedido pela Chartered Institution of Water and Environmental Management (CIWEM). A competição fotográfica, que está em seu quarto ano, recebeu mais de 4.500 imagens de fotógrafos de 97 países.
O fotógrafo alemão Florian Schulz explica como conseguiu tirar a foto vencedora:

"Durante uma expedição aérea pela costa mexicana, eu me deparei com algo que nunca tinha visto antes. Nem mesmo o piloto do avião, que está acostumado a pilotar pela área pelos últimos 20 anos, havia visto algo parecido. Quando sobrevoávamos a área procurando por baleias, uma grande mancha negra no mar chamou nossa atenção.

Quando chegamos perto, descobrimos o que era: um grande conglomerado de arraias. O grupo era muito coeso e navegava na mesma direção. Eu pesquisei o que significava o fenômeno, mas ninguém foi capaz de explicar.

Após essa observação única, percebi que há muitas maravilhas dos oceanos que ainda precisamos entender. O nosso conhecimento dos mares é tão limitado que eu só esperamo que a gente consiga estudá-lo a tempo, antes que a poluição e a pesca excessiva coloque um fim aos fenômenos".

As estradas mais bonitas do mundo

O site Cars Route fez uma seleção das estradas mais incríveis do mundo. Escolhemos algumas para mostrar aquelas que impressionam ou por sua vista ou pelo trajeto desafiador e cheio de curvas.

Muitos caminhos são pouco movimentados dado o grau de dificuldade para completá-los ou a distância dos grandes centros urbanos. Veja a lista abaixo:


10.Autoestrada Overseas, Florida Keys (EUA)
A autoestrada foi construída para fazer ligação entre o grupo de cerca de 1.700 ilhas ao sul dos Estados Unidos, chamado Flórida Keys. A maior porção de sua extensão fica sobre o mar e tem uma vista incrível.

9. Iroha-Zaka, Japão
Esta rodovia sinuosa é composta de uma pista para subida e outra para descida, ambas com 48 curvas muito fechadas. Cada uma das curvas recebeu o nome de uma letra de um alfabeto antigo japonês, começando com a letra i-ro-ha. Era muito usada por monges budistas para peregrinação.

8.Rodovia Atlântica, Noruega
A estrada foi escolhida como a construção norueguesa do século e como um dos trajetos do mundo por publicações especializadas. Com oito quilômetros de extensão, liga as cidades de Molde e Kristiansund. Com varias elevações, em alguns momentos dá a impressão de acabar no nada e é cercada por um cenário impressionante.

7.Oberalp, Suíça
A passagem entre os Alpes tem uma vista incrível. Mas só é aberta durante o verão, por causa da forte cerração que cai sobre ela nos meses mais frios do ano e impede a visão dos motoristas. Mas não pense que ela fica inutilizada, vira uma pista de esqui, tobogã e até caminho para escalada.


6.Camino a Los Yungas (ou “estrada da morte”), Bolívia

Com quase 70 km de extensão, esta perigosa estrada conecta as cidades de La Paz e Corioco. Yungas não tem grade de proteção, e a chuva e neblina, comuns na região, atrapalham a visibilidade dos motoristas. Com uma estatística de cerca de 300 mortes ao ano causadas por acidentes, hoje ela é pouco usada, mas é mui geralmente é procurada por quem anda em busca de aventuras.

5. Túnel Guoliang, China

Construída por 13 moradores do vilarejo local, esta estrada foi escavada nas rochas da montanha Taihang e inaugurada em 1977. Tem mais de 30 "janelas" que proporcionam entrada de luz no caminho. Tem 1.200 metros de comprimento, cinco metros de altura e quatro de largura.

4.Estada de Los Caracoles, Chile e Argentina

O caminho sinuoso que passa pela Cordilheira dos Andes não conta com grades de proteção. Com muitas curvas inclinadas, a estrada fica coberta de neve em grande parte do ano, o que a torna ainda mas desafiadora.

3.Estrada da Montanha Jebel Hafeet, Emirados Árabes Unidos

Com uma extensão de quase 12 km sobre uma montanha de 1.219 metros de altura, a estrada impressiona pela beleza do deserto. O caminho, que mistura retas para alta velocidade e boas curvas é um convite para quem gosta de dirigir. Ela termina em um local com apenas um estacionamento, um hotel e um palácio.
2. Rodovia Lysebotn, Noruega

Mais uma representante norueguesa, esta estrada contém 27 curvas fechadas, 1,1 km de túnel e fica na cidade de Lysefjord. Com um superfície perfeitamente lisa, é uma das estradas mais divertidas desta lista.
1.Estada Stelvio, Itália:

Localizada nos Alpes italianos, é uma das estradas com maior altitude da região, com 2.757 metros acima do nível do mar. Tem 48 "zigue-zagues" inclinados entre as montanhas e desafia a habilidade do motorista em um cenário fantástico.

sábado, 25 de setembro de 2010

I Encontro de Administração e Turismo da Faculdade Vale do Jaguaribe









Foram dias de encontro com as pessoas. Encontro com o conhecimento. A Faculdade Vale do Jaguaribe - FVJ mostrou a sua verdadeira missão: transformar pessoas pelo conhecimento!
Parabéns a FVJ!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Declaração da candidata Dilma sobre o turismo

Área estratégica

Na mesma entrevista, Dilma afirmou que considera o turismo uma área estratégica porque emprega milhões de pessoas, não causa impacto ao meio ambiente e agrega valor, como o segmento de prestação de serviços. Ela afirmou que o setor cresceu no governo Lula, mas ainda opera "aquém de suas possibilidades".

Ao final, ela relacionou os eventos de grande porte que o Brasil sediará nos próximos seis anos: os Jogos Olímpicos Militares em 2011, o Rio Mais 20 em 2012, a Copa das Confederações em 2013, a Copa do Mundo de futebol em 2014, os 400 anos da cidade do Rio de Janeiro em 2015 e os Jogos Olímpicos mundiais em 2016.

Nossa Opinião: Sem palavras!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Pessoas iguais cansam

Atualmente muitas pessoas tem escrito sobre o comportamento humano. O mais curioso é que muitos insistem em descer a escala dos valores humanos. Surpreendente é encontrarmos alguém que possua elegância interna. Aquela que acontece naturalmente. Que se manifesta nos mínimos gestos. A atenção, a generosidade e acima de tudo a educação. O que vemos é o inverso. Nos dá um cansaço das mesmas coisas. Das pessoas iguais. Da falta do glamour interior. Mas quero aqui parabenizar aqueles que se destacam na grandeza do ser. São aquelas pessoas em que a gentileza faz parte, está tatuada na alma de cada um. Essas eu quero sempre que estejam grudadas na minha caminhada. São lanternas que iluminam nosso caminho.

Bahia entra no roteiro de turismo religioso do Vaticano



A Bahia fará parte dos roteiros turísticos da agência de viagens oficial da Igreja Católica, a Ópera Romana Peregrinações. O acordo foi firmado nesta semana durante o encontro entre o ministro do Turismo, Luiz Barreto, e o administrador da Ópera Romana, o padre Caesar Atuire, na cidade do Vaticano.

Os roteiros detalhados estão ainda em processo de discussão, e a versão definitiva deve ser apresentada já no mês de outubro na Feira das Américas que ocorrerá no Rio de Janeiro.

O extensivo calendário de manifestações religiosas como a Lavagem da Igreja do Bonfim, a Festa de Santa Bárbara, a Romaria de Bom Jesus da Lapa e a Festa da Boa Morte foram fatores importantes que levaram a Bahia ser reconhecida como um forte ponto de convergência para o turismo religioso.

A presidente da Bahiatursa, Emília Silva, disse que "a Bahia entrar nesse catálogo de viagens religiosas vai significar uma movimentação internacional intensa".

De acordo com pesquisa do Ministério do Turismo, realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em 2007, 3,6% dos entrevistados viajaram pelo Brasil para fazer turismo religioso, o que corresponde a mais de oito mi8lhões de viagens.

Além da Bahia as cidades de São Paulo, Aparecida do Norte, Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte e algumas cidades históricas de Minas Gerais devem integrar o tour brasileiro de peregrinações.

Ópera Romana Peregrinações:
Foi criada em 1934 com o objetivo de levar peregrinos aos principais santuários do mundo, os chamados "intinerários do espírito". É considerada uma das mais importantes promotoras dos tradicionais destinos católicos como Roma, Cidade do Vaticano, Lourdes, Fátima, Santiago de Compostela e a Terra Santa.

Fonte: http://vidaeestilo.terra.com.br/Redação Terra

sábado, 18 de setembro de 2010

Criação da Coca Cola Zero



Como se diferenciar entre tantas prateleiras cheias de refrigerantes? Esse foi o desafio da Coca Cola Zero que levou à criaçao da pirâmide invertida, um display de supermercado bastante improvável que fortalece o slogan 'Making the impossible possible' E deu certo - nos pontos de venda onde a pirâmide foi instalada, as vendas da Coca Zero aumentaram 13%. A ideia foi da Leo Burnett das Filipinas. Saiu no Directdaily

Pombos-correio são mais rápidos que a internet no interior da Inglaterra



Para protestar contra a baixa velocidade da banda larga, moradores da zona rural da Inglaterra colocaram pombos-correio para competir com um upload do YouTube. E nao é que os pombos ganharam? Dois deles, carregando cartoes de memória com 1 vídeo de 5 minutos, voaram + de 120 km em 75 minutos – nesse meio tempo, só 24% do vídeo de 300MB tinha sido carregado no site Saiu no Gawker.

Turismo religioso estimula economia de mais de 300 cidades do país

Religião é motivo de 3,6% de todas as viagens realizadas dentro do país.

Veja mapa com alguns dos principais destinos.

Anay Cury
Do G1, em São Paulo

A busca por destinos de viagem religiosos tem crescido no país, contribuindo para o incremento da economia de pequenos municípios - a maioria localizada no interior do Brasil. De acordo com dados preliminares do que virá a ser o Mapa do Turismo Religioso do governo federal, já foram identificadas 344 cidades com calendário de eventos - a maior parte católicos.

Aparecida, no interior do estado de São Paulo, é um dos destinos mais procurados pelos fiéis no país. Por ano, a cidade, cuja população fixa chega perto de 37 mil habitantes, recebe cerca de 10 milhões de visitantes. Nos últimos três anos, o número de turistas têm aumentado 10%, em média, segundo a Secretaria Municipal de Turismo.

"O turismo religioso representa 80% da renda de Aparecida. É o motor da cidade, não há outro meio econômico. Só de leitos, temos 35 mil nos hotéis. Daria para acomodar quase a cidade inteira" disse o secretário, Célio Luís Batista Leite.

O aumento da renda dos brasileiros, do trabalho formal e do acesso ao crédito tem sido essencial para que essa tendência de expansão do segmento de turismo religioso se mantenha e possa ser observada não apenas em Aparecida, mas em todo os destinos do país, de acordo com o setor.

Católica fervorosa, conforme se intitula, a aposentada Aparecida Ferro Sona, 73 anos, moradora de São Paulo, disse já ter percorrido a maioria dos destinos religiosos do país.

"Já fui para todos os lugares que você possa imaginar, e mais de uma vez. Viajo desde muito nova. Acabei de voltar de um santuário lindo, perto de Goiás. Mas recomendo a todos que um dia conheçam Aparecida. Perdi as contas de quantas vezes já fui", relembra. A atração por esses lugares era tão grande que Aparecida acabou planejando viagens para destinos ainda mais distantes, chegando até Jerusalém, em Israel, Fátima, em Portugal, Toledo, na Espanha, e Vaticano.

Em Juazeiro do Norte, localizado no Vale do Cariri, no sul do Ceará, o interesse pelo principal atrativo da região vem crescendo nos últimos anos, bem como o número de dias em que os turistas permanecem no município, consumindo mais e gerando mais renda para economia local. Em Juazeiro do Norte, viveu padre Cícero Romão Batista - historicamente considerado o maior benfeitor da cidade, morto há 76 anos. Por ano, a cidade recebe perto de 2,5 milhão de visitantes.

"As pessoas têm tido mais interesse, estão mais movidas pela religião, e com mais condições de vir para cá. O movimento está crescendo nos últimos anos. Temos observado que o romeiro, que antes vinha para cá sem muitas condições, já fica hospedado por mais tempo e explora, inclusive, outras atrações que temos aqui", disse José Carlos dos Santos, secretário da pasta de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Romaria, a única em todo o mundo, segundo ele.

Os benefícios desse crescimento não se restringem apenas ao comércio local e à rede hoteleira da cidade cearense. O mercado imobiliário da região também está aquecido, e mais empresas têm optado por instalar-se no município, segundo Santos. "A cidade inteira tem crescido e está crescendo em torno da religião, dos atrativos religiosos", afirmou o secretário.

O que falta
Atentas ao crescimento, que deverá ser ainda maior nos próximos anos, com a proximidade das Olimpíadas, as administrações municipais têm investido na infraestrutura das cidades. No entanto, na avaliação de Mário Jorge Pires, professor do curso de turismo da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), ainda existem entraves.

"No caso de Aparecida, por exemplo, não existe oferta de hotéis de bandeiras conhecidas. Isso acaba contribuindo para que pessoas de maior poder aquisitivo busquem outros destinos, fora do país, como Fátima. Se houvesse maior investimento nesse sentido, mais pessoas, com renda maior, seria possível que o número de visitantes aumentasse ainda mais, bem como o valor médio gasto, que hoje ainda é baixo", comentou.

A melhoria na infraestrutura ainda poderia ser justificada pela busca constante de turistas de outros países por destinos religiosos. Segundo dados do Ministério do Turismo, o número de turistas estrangeiros que vêm ao Brasil com fins religiosos, por ano, é de cerca de 25 mil. O número representa 0,5 % do total de desembarques no país.

Incentivo
Segundo pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) a pedido do governo federal, por ano, são realizados 8,1 milhões de viagens domésticas "movidas pela fé", o que representa 3,6% de todas as viagens realizadas dentro do país.

Para incentivar o segmento do turismo religioso no país, o Ministério do Turismo tem implementado planos, com o objetivo de organizar a atividade nas cidades. "É preciso garantir o desenvolvimento sustentável dos destinos. Uma forma de se fazer isso é fazer ofertas complementares, para que os turistas tenham chance de conhecer outras atrações, que não só as religiosas", disse Sáskia Lima, coordenadora geral de segmentação do Ministério do Turismo.

Dados do turismo no país
De acordo com o governo, a estimativa é que o setor turístico responda por até 4% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma das riquezas produzidas no Brasil, até 2014. A estimativa é baseada no ritmo de crescimento da economia do país, segundo o ministério.

Hoje em dia, o setor corresponde a cerca de 2,6% do PIB, perto de US$ 39 bilhões. Do total, 85% são receitas geradas pelo turismo doméstico.

No segundo semestre deste ano, os desembarques domésticos deverão crescer 25% na comparação com o mesmo período do ano passado. Isso resulta em uma alta de 10% sobre 2008, considerado um dos melhores da história para o setor, conforme informou o Turismo.

Fonte: http://g1.globo.com/


sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Sentimento unico



Existem sentimentos que são cheios, inteiros. Chegam e ficam. É bom sentir. Como a sensação de chegar em Salvador. De dar um mergulho no Porto da Barra. Um mergulho na ilha de Itaparica. Caminhar pelas árvores do Campo Grande. São sentimentos que se unem na sensação de bem estar que proporcionam. Eles preenchem tudo. Ocupam os espaços. Gosto de sentir e de guardar o sabor de cada um.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Amor sem Escalas



Recomendo a todos da área do turismo assistir esse filme. E também de todas as outras áreas. É a busca interior. A procura constante de alguma coisa nos traga realização. É como uma pessoa pode mudar a vida da outra. É a realidade de um turismo impessoal, onde cada um é um número. Enfim vários aspectos trabalhados em um só filme. E uma trilha sonora maravilhosa. "Amor sem Escalas" revela que nossa vida é isso mesmo uma viagem. Sem trégua. E é George Clooney mais lindo! Vale a pena!

terça-feira, 14 de setembro de 2010

domingo, 12 de setembro de 2010

Música do Dia

10 lugares que você nunca vai querer visitar

Oceano Pacífico
Japão
Inglaterra
Burma
Turcomenistão
Bolívia

Azerbaijão
Ucrânia
Brasil



No litoral brasileiro, quase no centro do litoral sul paulista, está localizada a Ilha de Queimada Grande – ou ilha da cobra. A ilha é ainda inexplorada e inabitada, e por uma boa razão. Estima-se que na ilha vivam de 1 a 5 cobras por metro quadrado. O pior é que a espécie de cobra do local, é tão venenosa que responde por 90% das mortes pelo animal no país. Local:Brasil

Com cerca de 30km a zona de exclusão fica em torno da usina nuclear de Chernobyl onde ocorreu o desastre. Milhares de locais se recusaram a deixar o local ou retornaram para lá algum tempo depois do desastre. Com o passar das décadas a população tem minguado, primeiramente os idosos – cerca de 400 apenas em 2009 devido a exposição a radioatividade.
Local: Ucrânia

Na primavera de 2001, a atividade vulcânica no mar Caspio na costa de Azeri criou uma nova ilha do nada. O que há no Azerbaijão são vulcões de lama – centenas deles. Vulcões de lama têm erupções ocasionais com resultados impressionantes, mas não são considerados perigosos a menos que você esteja no lugar errado e na hora errada.
Local: Azerbaijão

Na primavera de 2001, a atividade vulcânica no mar Caspio na costa de Azeri criou uma nova ilha do nada. O que há no Azerbaijão são vulcões de lama – centenas deles. Vulcões de lama têm erupções ocasionais com resultados impressionantes, mas não são considerados perigosos a menos que você esteja no lugar errado e na hora errada.
Local: Azerbaijão


Essa ilha em Burma, é nada menos que um pântano gigante e lar de milhares de crocodilos gigantescos de água salgada, os mais perigosos do mundo. O spa a céu aberto também é abrigo para mosquitos transmissores de malaria e escorpiões altamente venenosos. Durante a segunda guerra, a ilha foi por seis semanas campo de batalha.
Local: Burma


No Canadá, nas minas de Thedfort, você pode visitar uma enorme jazida de amianto ainda ativa. Nessa jazida, os trabalhadores não usam nenhum tipo de material de proteção especial e além disso, alguns vilarejos dividem espaço com pilha de lixo residual das minas de amianto. Se você quiser ir lá, não se esqueça de levar seu traje anti contaminação.
Local: Canadá

Inspirado no Jardim Botânico de Pádua, na Itália (o primeiro jardim com finalidade de cultivar plantas medicinais e venenosas no século XVI) O Jardim de Ainwick é dedicado inteiramente a plantas venenosas com poder letal.
O jardim tem licença especial para cultivo de plantas não muito ortodoxias como a cannabis e a coca.
Local: Inglaterra

Geólogos explorando e escavando em Derweze no Turcomenistão em 1971 acabaram achando por acidente uma caverna subterrânea cheia de gás. O solo sob a escavação cedeu deixando um buraco com o diâmetro de aproximadamente 50-100 metros. Para evitar a propagação de gás venenoso , os cientistas atearam fogo no buraco. Até hoje o fogo queima lá.
Local: Turcomenistão


As ilhas Izu são um grupo de ilhas vulcânicas que se estendem de leste a sul da península de Izu, no Japão. Administrativamente, elas são um conglomerado de 2 cidades e 6 vilarejos. Devido a sua natureza vulcânica, as ilhas são constantemente tomadas por nuvens de gás sulfúrico. Os habitantes carregam máscaras de gás para o caso de erupções.
Local: Japão

Esse lugar, também conhecido como o vortex de lixo do Pacifico, é um grande lixão a céu aberto no meio do Oceânico Pacífico norte-americano. A maioria das estimativas acerca dele dizem que é certamente maior que o estado do Texas. Apesar do tamanho, o lixão marítimo não é de fácil visualização porque é formado por pequenos detritos quase imperceptíveis.
Local: Oceano Pacífico


sábado, 11 de setembro de 2010

Uma homenagem silenciosa

É tão bonito a gente perceber em uma pessoa que ela sabe realizar. Falo da realização sem alardes. Sem propaganda. Pode até existir, mas percebemos sem precisar nenhum chamamento. Está na pessoa. Vem de dentro. No falar. Nas atitudes. Melhor ainda é quando vemos isso na política. Hoje tão desacreditada! Existem exceções. E são elas que fazem a gente acreditar. Que acende aquela luz que já estava se apagando. As realizações não são restritas, elas atingem a coletividade. São como pegadas na areia o tempo apaga mas o caminho já foi percorrido. Faço aqui uma homenagem silenciosa. Como diz Caetano Veloso:

"De modo que o meu espírito

Ganhe um brilho definido

Tempo tempo tempo tempo

E eu espalhe benefícios

Tempo tempo tempo tempo..."

O tempo, nada mais além dele é que se incumbe de registrar e revelar o óbvio.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Lugar mais lindo de Fortaleza


"As velas do Mucuripe
Vão sair para pescar
Vão levar as minhas mágoas
Pras águas fundas do mar"

domingo, 5 de setembro de 2010

Minas Gerais sabe conquistar

Minas Gerais vai além da sua beleza. Sabe conquistar o turista. Lugar bom é assim quando é bom para os moradores. Parabéns pelas propagandas. Lindas!





As viagens da minha infância




Viagens sempre foram presentes na minha infância. Eram sagradas nossas viagens. Eu e minha irmã ficávamos eufóricas. Esperávamos ansiosas o dia de acordar de madrugada para sairmos rumo ao destino escolhido com meu pai e minha mãe. Primeiro na Variante azul clarinha e depois numa Brasília da mesma cor.

Arrumar o carro para a viagem era uma festa. Sempre saíamos com o dia amanhecendo. Eu pensava que era à hora oficial de todas as famílias viajarem. Pensava que todos viajavam nas férias e naquele horário.

A maioria das viagens o destino escolhido era Minas Gerais. Passando por São Paulo e Rio de Janeiro. Minha mãe preparava lanchinhos deliciosos, tudo que a gente gostava. Meu pai nos mostrava todas as paisagens na estrada e chamava atenção para os dizeres dos caminhões. Quando entrávamos em Minas ele falava: agora não estamos mais na Bahia. Sempre nos explicando. Fazíamos brincadeiras de adivinhações e contávamos bastantes histórias. Era tão bom que nem sentíamos o tempo passar.

Ficávamos hospedados sempre no mesmo hotel: o Hotel Londres, em São Lourenço/MG. Um lugar encantador. Tem o Parque das Águas que é a maior atração do lugar. O pessoal do hotel já nos conhecia. Tinha o garçom: “tá na mão”. Chamávamos ele assim porque tudo que a gente pedia ele dizia: “tá na mão”!

O melhor era a diferença do clima, em São Lourenço faz frio. Levávamos roupas especiais, como casacos e meias de lã. Adorávamos vestir aquelas roupas. Tudo era novidade. À noite quando o frio aumentava na hora de dormir, meu pai antes deitava na minha cama e na cama de minha irmã para quando a gente fosse deitar o colchão estar quente. Era uma delícia. Assim que ele se levantava a gente se jogava na cama. Era um sono bom, tranqüilo, e amanhecíamos felizes. O café da manhã era delicioso, “tá na mão” se encarregava de nos servir e paparicar. Apresentava todos os queijos mineiros - um melhor do que o outro. Passávamos o dia no parque, meus pais nos explicavam pra que servia cada fonte de água. Andávamos de pedalinho, charrete. Foi lá que aprendemos com meu pai a jogar bocha e a andar de patins ao som de Killing me Softly com Aretha Franklin. Eu e minha irmã - até hoje - onde estivermos ao ouvir essa música nos transportamos para a pista de patinação de São Lourenço.

Almoçávamos em restaurantes charmosos com comidas da região. Visitávamos fábricas de doces caseiros e de enfeites cristal. À noite brincávamos com a fumaça que saia da boca por causa do frio. Em todas as atividades meus pais estavam presentes. Não tinham recreadores. Isso ficava por conta de meu pai e minha mãe.

Meu pai é do Ceará, em janeiro vínhamos pra Fortaleza, depois Massapê, interior do Ceará – terra do meu pai. A nossa felicidade cabia toda no quintal do meu avô, Sigefredo. Lá tinha um monte de frutas e algumas galinhas. Só podíamos entrar com ele, e era isso que fazia do quintal o melhor lugar do mundo! E o melhor era quando conseguíamos entrar sorrateiramente. Melhor do que o quintal de meu avô era a galinha que minha vó Creuza preparava. Aliás, em Massapê tudo era gostoso. A dormida de rede, as idas à pracinha e a liberdade de brincar da rua.

Ainda tinha de vez em quando férias em um interior da Bahia chamado Uruçuca, na casa de meus tios Maria Lúcia e Dilson. Terra do cacau. Íamos em época da fartura, quando o cacau valia ouro! Fomos conhecer uma roça de cacau, na fazenda de Sr. Osmário - pai de meu tio Dilson. Sr. Osmário, era bem gordo e sério, a gente tinha muito respeito. Um dia lá na roça ele abriu um cacau e nos deu pra provar. Era difícil de acreditar que o nosso tão querido e amado chocolate era feito daquela fruta tão azeda! Achava que era invenção de Sr. Osmário. Aí ele fez uma garapa, que são os caroços do cacau num copo com água e açúcar. Aí sim! Ficou melhorzinho. Lá em Uruçuca ganhei meu primeiro skate, e lá tomei minha pior queda. Joelhos ralados, mas muito feliz, lá nos brincávamos o dia inteiro.

As melhores viagens que já fiz estão lá na minha infância. Retorno sempre aos lugares, pelo cheiro, pelo som, pelo tato e quando saboreio uma moqueca de ostras, que era o nosso prato oficial das férias na ilha de Itaparica. Vou até a ilha, aos nossos veraneios na Gameleira, é só sentir o cheiro do Coopertone. As melhores lembranças ficam registradas quando nosso coração ainda é criança. E ele pode ser a vida inteira!

"A paisagem onde a gente brincou pela primeira vez não sai mais da gente." (Candido Portinari)

Tem um trecho do livro Pequeno Príncipe que diz:

“- Eu conheço um planeta onde há um sujeito vermelho, quase roxo. Nunca cheirou uma flor. Nunca olhou uma estrela. Nunca amou ninguém. Nunca fez outra coisa senão somas. E o dia todo repete como tu: “Eu sou um homem sério! Eu sou um homem sério!” e isso o faz inchar-se de orgulho. Mas ele não é um homem; é um cogumelo!”Pequeno Príncipe

Infelizmente encontramos vários “cogumelos” por aí. Não se transforme em um "cogumelo".

Foram férias maravilhosas que fazem parte da “minha infância querida, que os anos não trazem mais” onde “Eu tinha nessas delícias, de minha mãe carícias, e beijos de minha irmã”!

Cresci me formei em turismo, mas foi com meus pais, com nossas viagens, que aprendi que numa viagem com crianças é preciso virar criança. Ver e sentir como criança. Assim como eles faziam.

Portanto, quando pegar a estrada com uma criança, qualquer estrada, seja no ar, na terra ou no mar. É a hora de sair de casa. É preciso fortalecer a criança, para que ela se sinta segura. Nada melhor do que iniciar despertando a apreciação das imagens, desvendar os sentidos das coisas, motivar e articular o olhar da criança.

É hora de fazer a sua criança criar asas e voar na imaginação. Desperte o olhar dela para a luz, para a cor, traga os objetos da estrada para fazer parte da sua história. É preciso que a criança entre na fantasia da imaginação.